Programação

    A compra de ingressos é realizada somente em dinheiro, com meia entrada para idosos acima de 60 anos, estudantes e municipários. A abertura da bilheteria acontece 30 minutos antes de cada sessão e o fechamento 15 minutos após o início da sessão.  Todos os filmes exibidos na Cinemateca são legendados em português, quando houver alguma exceção, será ressaltada na divulgação.

                                                                          Confira aqui a programação completa da Cinemateca Capitólio.
     

Horários: 14:00h
Sala de Cinema

Meu Nome é Daniel

Brasil, 2018, Documentário, 83 min
Direção: Daniel Gonçalves

R$16,00/R$8,00

Daniel de Castro Gonçalves nasceu com uma deficiência que nenhum médico foi capaz de diagnosticar. No documentário em primeira pessoa o jovem relembra sua infância, por meio de registros de família, para tentar entender sua condição, enquanto no presente busca novas respostas para sua doença.

leia +
Horários: 16:00h
Sala de Cinema

A Cidade dos Piratas

Filme com recursos de acessibilidade fechados (uso do equipamento CineAssista)
Brasil, 2018, 80', Animação
Direção: Otto Guerra

Ingressos R$16/R$8

Inspirado nos famosos quadrinhos da cartunista Laerte. A história mescla a jornada de transição da artista e do diretor, que encara a morte após ser diagnosticado com câncer. Cria-se, então, um abismo caótico entre ficção e realidade na animação mais louca de todos os tempos.

leia +
Horários: 18:00h
Sala de Cinema

Hitler III Mundo

90 min, 1968, p&b, HD
Direção: José Agrippino de Paula

Paranoia, culpa, desejo frustrado, miséria e tecnologia. Narrativa fragmentária, enquadramentos distorcidos, gritos e ruídos enquanto o nazismo toma conta da cidade de São Paulo.

leia +
Horários: 20:00h
Sala de Cinema

Projeto Raros Especial: Mangue Bangue

Entrada Franca
80 min, 1971, cor, digital
Direção: Neville D'Almeida

sessão + debate com Neville D'Almeida

Filmado no Mangue, uma zona de prostituição no Rio de Janeiro, o filme acompanha a loucura de um homem em meio ao milagre econômico na década de 1970, na mesma época da liberdade sexual, uso excessivo de drogas e a censura.

leia +